terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Você sabe agir com um cão-guia?


Deixe que ele mesmo vai ensinar...

Sou um cão-guia e quero ensinar como deve agir quando me encontrar acompanhado do meu dono cego.
Antes de mais nada, saiba que sou um cão de trabalho, e não um bichinho de estimação. Quanto mais me ignorar, melhor será para meu dono e para mim.
Meu comportamento e trato são totalmente diferentes dos outros cães e devo ser respeitado em minha dupla função de guia e fiel companheiro do meu dono.
Por favor, não me toque nem me acaricie quando me encontrar trabalhando, ou seja, quando eu estiver usando a guia. Se fizer isso, posso me distrair e eu jamais devo falhar.
Então, é melhor me ignorar. Mas não tenha medo! Os cães-guia são treinados e nunca seriam capazes de fazer mal, sem motivo.
Atenção! Se estiver acompanhado de um cão, por favor controle-o para evitar que cause algum acidente quando passar ao meu lado, e do meu dono.
Por favor, não me ofereça alimentos. Meu dono já se encarrega disso com esmero. Estou bem alimentado, tenho horário certo para comer.
Quando se dirigir a uma pessoa cega, acompanhada de um cão guia como eu, fale diretamente com ela, e não comigo.
Se um cego com cão-guia lhe pedir ajuda, aproxime-se pelo lado direito, de maneira que eu fique à esquerda.
Meu dono então me ordenará que eu siga você, ou lhe pedirá que lhe ofereça seu cotovelo esquerdo. Neste caso, usará uma senha para avisar que estou temporariamente fora de serviço.
Se um cego com cão-guia lhe pedir informações, dê indicações claras do sentido em que deve dobrar ou seguir para chegar ao local.
Não se antecipe e nem pegue no braço de um cego acompanhado de um cão-guia, sem antes conversar. Muito menos toque na minha guia, pois a mesma é só para uso do cego que acompanho.
Os cães-guia tem lugares e horários pré-determinados para fazer suas necessidades.
Eu, como cão-guia, estou habituado a viajar em todos os meios de transporte, acomodado aos pés do meu dono, sem atrapalhar os passageiros, tanto dentro como fora do país.
*Em virtude do seu rigoroso treinamento, os cães-guia estão habituados e capacitados a entrar e permanecer junto a seus donos em todos os tipos de estabelecimentos, tanto de saúde como em lojas, restaurantes, supermercados, cafeterias, cinemas, teatros, centro de estudos ou trabalho, sem causar alterações no funcionamento normal dos mesmos, nem incomodar os funcionários ou o público.

Um comentário:

  1. Oi querida que lindas as fotos das ferias..vi todas no orkut..o rodriguinho ta muito lindão....pois é o kauê cresceu bastante...alias os dois estão crescendo rapido ne amiga...bjokas..feliz ano novo pra vcs tbm...xeinho de coisas boas...

    ResponderExcluir