quarta-feira, 27 de março de 2013

AFAD

Bruna Brandolt, do grupo de jovens da AFAD/POA, para Jornal O Sul de Porto Alegre, em anúncio da empresa Propaganda Futebol Clube. Confiram no Facebook da empresa:” No Dia Internacional da Síndrome de Down, um sentimento que gostaríamos que fosse compartilhado: a diferença está nos olhos de quem vê.”

A diferença está nos olhos de quem vê
Existem certos assuntos que precisamos olhar por uma outra perspectiva. A Síndrome de Down é um deles. Por incrível que pareça, um dos seus traços mais marcantes ainda é o preconceito. Doença? Não. Uma alteração genética que influi no desenvolvimento cognitivo. Dito isso, perceber todos com Síndrome de Down da mesma maneira seria nosso maior equívoco. Comportamento, gostos, vontades, nada disso depende da Síndrome. Depende de como cada um vê o mundo e como este vê de volta. Por isso, depois do grande esforço de famílias e instituições para preparar seus filhos para a sociedade, para o trabalho, para a vida, não basta aceitar. Temos de incluir. Eles estão te olhando. Olhe diferente.

Um comentário:

  1. Quem nasce de um ser humano é um ser humano com o mesmo valor.Nascemos,portanto,incluídos no conjunto Homo sapiens.Algo pode ser mais simples de ser entendido?Expandir a consciência social para que nela caibam todos os humanos,essa tem sido a minha busca.Um grande abraço.Doraci Moreira-Poa Rs.

    ResponderExcluir