terça-feira, 16 de abril de 2013

A Fonoaudiologia e a inclusão escolar

Olá amigos do Blog!

Iniciamos a semana falando sobre a Inclusão Escolar.
Abaixo segue texto da nossa Fonoaudióloga Léia Gurgel, esclarecendo da importância do trabalho em conjunto, neste caso, a família, a escola e o profissional de fonoaudiologia.
Aproveito para agradecer a equipe da Escola Infantil Tia Daisy por ter recebido com muito carinho nossa “tia Léia” nessa semana, objetivando com isso que o Rodrigo possa valer-se do ambiente escolar da melhor forma possível.

Aproveitem o texto e qualquer dúvida, segue o contato da Dra. Léia: leiagg@yahoo.com.br

Abraços e até a próxima,
Marilce Giglio


A Fonoaudiologia e a inclusão escolar

Oi gente! Hoje vim falar hoje sobre a atuação do fonoaudiólogo no processo de inclusão escolar! Esse processo objetiva tornar a educação possível a todos. No entanto, sabemos que ainda são necessárias muitas mudanças na organização educacional para que se alcancem os objetivos estabelecidos. Apesar das dificuldades ainda presentes no processo de inclusão no Brasil, o fonoaudiólogo tem papel essencial, orientando os pais e a escola. O princípio da atuação do fonoaudiólogo é a construção, em parceria com a escola, de práticas significativas de ensino e aprendizagem, de modo que o aluno venha de fato a aprender os conteúdos propostos e aproveitar o espaço escolar da melhor forma possível.

Antes de optar pela inclusão escolar, a dúvida principal geralmente está relacionada ao momento certo para se iniciar o processo de inclusão da criança na rede regular de ensino. Para isso, cada família vai se organizar de maneiras diferentes, conforme as suas possibilidades e as características da criança, e o fonoaudiólogo auxiliará nesse processo de seleção, escolha e conhecimento sobre a escola que irá melhor receber a criança. É necessário que sejam realizadas visitas prévias para conhecer a escola e também conversas com os responsáveis a fim de saber se, de fato, a escola proporcionará ao aluno de inclusão ferramentas para que ele possa se desenvolver com o grupo.

As atividades realizadas na escola e na clínica devem ser organizadas de modo que avancem de maneira ordenada e numa sequencia coerente de aprendizagem, a fim de que o trabalho de um profissional coopere com o do outro. O diálogo entre o fonoaudiólogo e a escola é fundamental para que o desenvolvimento da criança se dê da melhor forma possível. Esse processo de diálogo com a escola envolve os alunos incluídos, seus colegas, os profissionais clínicos e os da escola. Por fim, ressalto que ter consciência sobre as pessoas e valorizá-las é a chave para alcançar um processo de inclusão de sucesso e proveitoso para os alunos, a escola e a sociedade.

Fga. Léia Gonçalves Gurgel

Um comentário:

  1. Foi um prazer receber a Dr. Léia em nossa escola. É uma alegria imensa para nossa equipe ver o Rodrigo se desenvolvendo dia após dia, explorando novas possibilidades e nos mostrando seu amplo desenvolvimento. PARABÉNS QUERIDO RODRIGO!!!
    Thaís Mello

    ResponderExcluir