segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

A importância da mastigação para o desenvolvimento infantil

Olá pessoal!

Ano Novo e postagens novas! 
Ela voltou...nossa super fono "Tia Léia"... com dicas importantes para vocês que acompanham o Blog Cantinho do Rodrigo.

Caso queiram tirar dúvidas, segue abaixo o contato dela.

Abraços e até a próxima postagem.
Marilce Giglio



A importância da mastigação para o desenvolvimento infantil



Hoje venho conversar com vocês sobre uma importante função relacionada com o desenvolvimento oral na primeira infância: a mastigação. Uma importante autora na área da Motricidade Oral, que abrange o estudo dessa função, Irene Marchesan, afirma que a mastigação é altamente estimulante para o crescimento facial e também a função mais relevante do sistema estomatognático, que corresponde à fase inicial da digestão. Aí reside então a importância de falarmos sobre a mastigação.
Na literatura disponível da área é bem estabelecido que a função de mastigação é importante para a manutenção de fatores nutricionais, desenvolvimento e crescimento muscular e ósseo, além do desenvolvimento da fala. A mastigação é uma função neuromuscular que deve ser exercitada, a fim de que sua coordenação com outras funções como a respiração e deglutição se dê de maneira adequada. A função de mastigação está completamente desenvolvida por volta dos quatro a cinco anos de idade, acompanhando o desenvolvimento da primeira dentição.
Nesse sentido, no tempo adequado após o período de amamentação exclusiva, deve-se iniciar a oferta gradativa de alimentos com novas texturas e consistências. Este ato fornece novos estímulos à criança, propiciando desenvolvimento adequado de suas funções orais. Vale lembrar também que é muito importante que sejam observados os instrumentos utilizados para a alimentação e que estes sejam adequados para a faixa etária da criança. Ainda, os engasgos e a tosse durante o período da alimentação também devem ter atenção especial. Quando se observa alguma dificuldade nas questões relacionadas acima, a procura por um profissional especializado, como um Fonoaudiólogo ou o Pediatra, é a conduta de eleição!

Fga. Léia G. Gurgel – CRFa9464- RS
leiagg@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário