quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Segue a dica do Filipe !!

A Câmara Municipal de Castro Daire criou o 1º Sistema de Comunicação Aumentativo e Alternativo Multiplataforma (Windows, Mac, Linux, Android, iPad, iPhone) desenvolvido em Portugal, com funcionalidades únicas no mundo e totalmente gratuito.

http://www.facebook.com/PROJETOBIA

INSTITUTO CHEFS ESPECIAIS Gastronomia para pessoas Síndrome de Down



O Projeto Chefs Especiais – Down Cooking é um projeto gastronômico pioneiro para  pessoas com Síndrome de Down.

O projeto foi criado pelo casal paulistano Simone e Márcio Berti  porque queriam disponibilizar parte do seu tempo e energia para uma causa social.


Vale a pena dar uma espiadinha e se inspirar em pessoas como estas...com atitude !

https://www.youtube.com/watch?v=0fmVn5Jovrk

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Turma da Mônica abraçando a inclusão !!

Turma da Mônica publica edição especial sobre acessibilidade

O gibi reúne personagens com deficiência e a conhecida turma formada por Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão para mostrar como a acessibilidade pode transformar uma comunidade.

Segundo o autor Maurício de Souza, um personagem com deficiência já havia sido criado no passado. O amiguinho da turma usava muletas e apareceu em algumas histórias. Depois, surgiu o cadeirante Luca.

Maurício conta que o convite para criar uma revista sobre acessibilidade trouxe uma responsabilidade muito grande, ao traduzir um tema complexo para uma linguagem que uma criança pudesse entender. Depois, entretanto, o sentimento foi de satisfação ao poder usar o carisma de seus personagens em prol de uma campanha tão importante.

“A turma da Mônica é um grupo de personagens que vive e age como nossos filhos ou conhecidos, e todos nós temos amigos com algum tipo de deficiência, num convívio harmônico e dinâmico. Aprendemos as regras da inclusão aí. Consequentemente, não poderíamos deixar de apresentar, no universo dos nossos personagens, amiguinhos da turma que também tivessem deficiências. Até acho que demorei muito para perceber esse vazio nas nossas histórias”, explica Maurício.

Inspirações

O autor conta que, para criar o cadeirante Luca, conversou com atletas paraolímpicos. “Foi uma descoberta e uma alegria. Eles são entusiasmados, alegres, espertos e inteligentes, com a moral lá em cima. Foi fácil transpor esse clima para os personagens” afirma.

Para Dorinha, uma menina cega, Maurício buscou referência em D. Dorina Nowill, da fundação que leva o mesmo nome, uma mulher “líder, de inteligência brilhante, sem preconceitos, elegante, preocupada com a causa dos cegos”.

Já o autista André nasceu de um estudo que o autor fez para uma campanha. ”Saiu de uma revistinha muito gostosa que serve pra muita gente entender um pouco melhor o autismo e suas diversas manifestações”, ressalta.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Olá amigos do Blog !!!

Retornei!!! Sim...eu tinha sido abduzida pelo estágio...hehehe.
Mas valeu a pena...agora é outra etapa iniciando em janeiro...TCC.
Como falei anteriormente, meu estágio foi focado na inclusão da pessoa com deficiência, sendo assim, tive a oportunidade de aprender muita coisa.
Com base na experiência vivida neste período de estagio, constatei que a barreira atitudinal ainda é a principal forma da exclusão de pessoas com deficiência, pois o preconceito está intrínseco, onde nem mesmo as políticas públicas de inclusão conseguem permear, ou seja, dentro de cada cidadão.
Sendo assim, considerando que os preconceitos são construções sociais, isto é, levam uma história, e são traçados tanto de forma individual quanto coletiva no dia-a-dia, entende-se como fundamental que as empresas, escolas, enfim, toda a sociedade, continue proporcionando espaços que ampliem a discussão sobre seus diferentes tipos, origens e consequências.

“Que a pessoa com deficiência possa ser vista como uma pessoa de direitos, a qual possui limitações, mas também competências, aliás, como qualquer ser humano”.

PS. Noticias do Rodrigão: Continua lindo e sapeca. Fazendo fono, capoeira, usando o penico(finalmente) e aproveitando muito a vida!!!

Abraços e até a próxima!
Marilce Giglio