segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Três eventos que reforçam compromissos pela inclusão, em fevereiro.


Se liga aí !!

A inclusão avança a passos largos em todos os setores da sociedade brasileira.
Destacamos 3 eventos que acontecem em fevereiro por iniciativas de segmentos diferentes, mas que reforçam compromissos pela inclusão.
Abraços,


Marilce Giglio


1- Divulgação de pesquisa marca 11 anos do Espaço da Cidadania

Dia: 15 de fevereiro em Osasco – SP.
O Espaço da Cidadania comemora seus 11 anos de incentivo à inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, no próximo dia 15 de fevereiro. Para marcar a data, serão apresentados os resultados da sexta edição da Pesquisa sobre a Inclusão nas Metalúrgicas de Osasco e Região. O lançamento do estudo acontece na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, em Osasco (SP), a partir das 9h.
A pesquisa mostra a situação das contratações de pessoas com deficiências nas indústrias metalúrgicas com cem ou mais funcionários, situadas em doze municípios da região. Tais empresas são obrigadas a cumprir a Lei de Cotas.
A análise foca o ano de 2011, fazendo uma comparação com os dez anos de acompanhamento feito pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região a respeito do assunto. Teve como base as respostas a questionários encaminhados às empresas e os apontamentos da fiscalização. Os resultados mostram a retomada das contratações, após dois anos de influências devidos a crise econômica. Chama atenção também o fato de as empresas de grande porte serem aquelas que mais contratam pessoas com deficiências. Para comentar os resultados, o lançamento terá a presença da direção do Sindicato, Espaço da Cidadania e de representantes da Gerência Regional do Trabalho. A pesquisa é uma realização do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região e da Gerência Regional do Trabalho e Emprego. O Espaço da Cidadania é uma rede social apoiada pelo Sindicato.
Local: Rua: Erasmo Braga, 307 – 4º Andar – Pres. Altino – Osasco – SP
Horário: 9:00h as 11:30 horas
Inscrições através do e-mail ecidadania@ecidadania.org.br

2 -V Encontro Brasileiro de Síndrome de Williams
“A força que vem do coração”

Dias 11 e 12 de fevereiro de 2012 em São Paulo
ABSW completa 10 anos de muita dedicação e amor ao próximo, lutando pelos Direitos das Pessoas com Deficiência Intelectual, e divulgando informações sobre a SWB para melhorar a qualidade de vida das crianças, jovens e adultos. Também estimula a ampla difusão de avanços das pesquisas científicas e tratamentos de reabilitação e qualidade de vida unindo as famílias, profissionais e pessoas com a doença para trocarem experiências por meio de diversos atendimentos e encontros; além da efetiva participação na elaboração de políticas públicas democráticas inclusivas.
Objetivo: esclarecer dúvidas dos pais e familiares, trocar experiências entre pesquisadores, difundir o conhecimento e comemorar os 10 anos da associação.
Local: ETEC – Escola Técnica Estadual do Estado de São Paulo do Parque da Juventude. Horário: das 8hs às 18hs
Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2630 - Santana - São Paulo/SP
Inscrições pelo e-mail: swbrasil@swbrasil.org.br ou pelo telefone (11) 2305-2957

3 - Seminário Internacional sobre a Implementação do Relatório Mundial sobre Deficiência

Dias: 23 a 25 de fevereiro de 2012 em São Paulo
O evento marcará o lançamento da versão em Língua Portuguesa do World Report on Disability, e terá uma enorme importância para a sociedade brasileira e internacional, pois permitirá a discussão de assuntos relevantes para o desenvolvimento de estratégias de implementação do Relatório, dentre eles a habitação, a educação, o emprego, a saúde, e o meio ambiente.
O objetivo do Seminário é identificar os desafios à implementação das práticas recomendadas pelo Relatório no sentido da promoção de oportunidades iguais para pessoas com e sem deficiência, conforme estabelece a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da Organização das Nações Unidas.
De iniciativa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, em parceria com a Organização Mundial da Saúde, a Organização Panamericana da Saúde, o Banco Mundial, a Parceria Global para Deficiência e Desenvolvimento, a Sociedade Internacional de Medicina Física e Reabilitação, a Rede Latino-Americana de Organizações Não-Governamentais de Pessoas com Deficiência e suas Famílias, a Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação e a Rede de Reabilitação Lucy Montoro.
Local: Hotel Renaissance São Paulo,
Endereço: Al. Santos, 2.233, São Paulo.
Inscrições através do site http://www.sedpcd.sp.gov.br/seminario-worldreportondisability/

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Educação Especial X Educação Regular



Novo Plano de Educação reacende polêmica sobre escola especial



A aprovação do relatório final do Plano Nacional de Educação, que define as estratégias do setor para a década entre 2011 e 2020, na Comissão Especial da Câmara dos Deputados gerou polêmica entre os educadores. A meta número quatro diz que, caso não seja possível integrar esses estudantes em classes comuns, eles terão assegurado atendimento em escolas especiais.
A questão gera controvérsias:
enquanto muitos educadores defendem a inclusão no ensino regular a todo custo, instituições especializadas acreditam que alguns alunos perdem tempo em salas comuns.


Leia mais na íntegra

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Acessibilidade no Estado do Rio Grande do Sul



Levantamento mapeia condições de acessibilidade no Estado do Rio Grande do Sul

A Faculdade de Serviço Social da PUC, juntamente com a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência com Altas Habilidades (assistente social Rosane Arostegui de Azevedo), mapearam as condições de acesso de pessoas com deficiência nas áreas de saúde, educação, assistência social, trabalho, transporte, cultura e mobilidade urbana no Rio Grande do Sul.
Os pesquisadores se surpreenderam com a falta de informações dos gestores municipais e com a precariedade das políticas públicas. Segundo a professora responsável pela pesquisa na Faculdade de Serviço Social, Idilia Fernandes, constataram que as pessoas com deficiência são invisíveis para o Estado, apesar de constituírem uma população estimada em um milhão e meio.

Apenas 9% das prefeituras possuem um mapeamento dessa população, e 21% afirmam não saber. A maioria (69%) sequer respondeu a essa questão. Mais da metade dos municípios (54,2%) nem mesmo têm conhecimento sobre os horários dos ônibus adaptados (e não constam dados de um terço das prefeituras) ou as regiões por onde passam (31,3% não sabem e 75,6% se omitiram). Em relação a mobiliários e equipamentos adaptados existentes na cidade, 65,5% não responderam. Na área da acessibilidade arquitetônica, 23% realizam adequações.

Nas perguntas sobre as possibilidades de acesso de pessoas com deficiência a áreas da cultura, esporte, lazer e turismo na cidade, em todas as alternativas "não responderam" e "não sabem", juntas, superam os 60%. Quanto à política do trabalho, por exemplo, mais da metade das prefeituras não responderam ao instrumento ou desconheciam a situação. Entre as demais, 30% oferecem curso de qualificação profissional (dessas, 9% afirmam que há pessoas com deficiência se capacitando).
Para a professora Idilia, identificar como está sendo trabalhada a questão nos órgãos públicos contribui para o planejamento de políticas públicas e investimentos. Comenta que existe uma legislação bem avançada no País e no Estado visando garantir os direitos, mas falta conscientização de que acessibilidade não se restringe a pessoas com deficiência e se refere a todos os cidadãos.

O estudo teve a parceria do Programa Permanente de Acessibilidade da Ulbra, Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs) e Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, e o apoio do CNPq. Os resultados serão publicados em livro. A coleta de dados foi on-line, pelo site da Famurs, com um instrumento para cada área.

Fonte: Revista PUCRS, edição nº 157 (página 14), novembro/dezembro de 2011

domingo, 22 de janeiro de 2012

Faça parte do Movimento Apaeano!

A APAE gostaria muito de tê-lo como Associado

Procure-a e seja um Associado Contribuinte.

A doação é espontânea.

E-mail: apaeportoalegre@terra.com.br

Fone/Fax: (51) 2102.0227

Rua Uruguai, 300/14º andar - Centro/POA

Horário de Atendimento: 08:00 às 12:00 / 13:00 às 17:00

Programa pioneiro de acessibilidade hoteleira começa a ser implantado no Brasil

A acessibilidade é um direito garantido por lei, desta forma todos os meios de hospedagens são obrigados a cumpri-la de acordo com as exigências específicas.

Desta forma, o cliente também está no direito de exigi-las. Quanto mais isto for reforçado, maior será a transformação. Então é de grande importância que todos que utilizem este tipo de serviço, ou mesmo aqueles que simpatizem com a causa de obter uma sociedade mais justa e inclusiva, ajude a espalhar este novo conceito, feito por uma empresa de qualidade.

A descrição completa pode ser vista acessando o link Programa de Acessibilidade Hoteleira

Voltamos!!!


Olá pessoal !

Estamos de volta!! Espero que tenham gostado da nova "carinha" do Blog.
Neste ano, em razão de meu estágio ser na área de Inclusão de Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho, estarei postando muitos artigos interessantes...aguardem !!
Espero que 2012 tenha iniciado com muita alegria e energia para todos.

FELIZ ANO NOVO !!!

Grande abraço
Marilce Giglio

PS. Estarei respondendo os e-mails o mais breve possível, ok?